MISSÃO

Desenvolver equipes de alta performance em organizações players de projetos fundamentais à sustentabilidade planetária, mediante transformações profundas e duradouras, visando a cooperação como cultura organizacional e vantagem competitiva.

MANIFESTO

Como observadora do empreendimento humano, constato que tudo se refere fundamentalmente às pessoas, em suas capacidades individuais e força coletiva.  São as PESSOAS que lideram, que fazem gestão, que integram equipes… Por isso, como desenvolvedora de equipes de alta performance manifesto minha profunda convicção quanto:

  • à capacidade de SUPERAÇÃO E TRANSFORMAÇÃO humanas, pois o ser humano é capaz de modificar o rumo de sua vida pessoal e profissional frente às adversidades, especialmente quando um líder inspirar tomadas de consciência sobre si, seu papel e lugar nesse mundo;

 

  • ao poder extraordinário de um líder para desenvolver pessoas, pois conseguirá acionar uma força transformacional extraordinária se souber SUSTENTAR SOLIDARIAMENTE A COOPERAÇÃO em sua equipe, reconhecendo-a como vantagem competitiva para alavancar resultados massivos de altíssimo valor distribuído nos campos pessoal, corporativo e social;

 

  • à influência realizadora do sentimento de transcendência em torno de UM PROPÓSITO MAIOR, pois as pessoas são tocadas pela necessidade interior de contribuir para o bem comum e, independentemente da função exercida, dispõem-se a ENTREGAR OS MELHORES RESULTADOS a um player cujo projeto de valor transcender realizações puramente pessoais ou profissionais.

 

Manifesto, por fim, minha mais profunda convicção sobre o valor que entregamos como pessoas pois, de fato, ele nunca está circunscrito ao conhecimento técnico em si – por mais espetacular que seja – mas fundamentalmente resulta de quem somos ou nos tornamos.

Mônica Estrázulas
Março de 2018.

Mônica Estrázulas

Consultora e Desenvolvedora
de Equipes de Alta Performance

Pesquisadora e palestrante, Mônica Estrázulas é formada em Física, Mestre e Doutora em Psicologia pela UFRGS. Criou o Método EDR (Evolução e Educação Desequilibradora em Rede) e a linha de pesquisa Complexidade,  Caos e  Auto-Organização de Sistemas Cognitivos, que aplica para desenvolver Mindset e Cultura de Cooperação em indivíduos, grupos (equipes) e coletividades (empresas, organizações, instituições).  Com larga experiência docente, contribuiu para a criação de programas de iniciação científica baseados na cooperação sóciocognitiva entre estudantes e professores. Tem formação como Self & Professional Coach pelo Instituto Brasileiro de Coaching (GO/Brasil)/Center for Advanced Coaching (CA-USA), é empreendedora e mentorada por Conrado Adolpho, Weblive/Campinas-SP.