Cooperar é disruptivo! Corra para alavancar negócios competitivos e sustentáveis agora mesmo!

Pessoas em uma reuniao de negocios

Cooperar é disruptivo! Corra para alavancar negócios competitivos e sustentáveis agora mesmo!

Cooperar, de verdade!

Você sabia que cooperar não é nunca um ato unilateral, ou isolado?

Pelo contrário, cooperar é coordenar (co-ordenar) a sua ação à ação do outro, e as suas operações de pensamento às operações do outro. Ou seja, cooperar demanda interagir e levar em conta o ponto de vista desse outro, de acordo com regras pré-acordadas e valores de troca reconhecidos como equivalentes por aqueles que estão interagindo. Assim, é possível gerar ações coordenadas entre os mesmos, sem perdas de foco, e que se somam genuinamente, se reforçam para o alcance de objetivos e resultados em comum.

Do ponto de vista da psicologia genética,  todo o ser humano (Homo sapiens sapiens) pode aprender a cooperar desde que desenvolva uma capacidade sociocognitiva bem específica: a lógica das relações. Veremos o mecanismo de funcionamento dessa lógica, em outros posts.

Como você está percebendo, além de fascinante, o assunto é extremamente atual e indispensável para empreendedores que visam alcançar resultados massivos a partir da alta performance de suas equipes. Se, para performar em alto nível, os integrantes de uma equipe precisam co-operar… então é estratégico investir em desenvolvimento sociocognitivo e não apenas em treinamento técnico, por mais abrangente que ele seja.

 

Ser competitivo

Ser competitivo é você reunir competências que o tornam eficiente naquilo que você se dispõe a fazer e que tem valor para um determinado público.

Ao entregar suas competências na forma de um produto ou serviço, você será mais competitivo se for mais vantajosa a relação entre o custo para gerá-lo e o valor de troca que ele adquire, quando comparado a outros produtos ou serviços de igual natureza no mesmo mercado.

Observe que, ao concorrer pela atenção e pela confiança de um potencial cliente, isso não remete você a ter que necessáriamente litigar com terceiros, os seus concorrentes ou os seus competidores.

Você já se deu conta que a verdadeira luta será sempre você vencer a você, você se qualificar para construir conhecimento e desenvolver a competência para se conectar cada vez melhor com seu cliente?

Por exemplo: será que suas iniciativas têm contribuído ativamente para atrair o seu potencial cliente e facilitar que ele o conheça, confie em você, ou para que ele entenda tudo o que julgar importante sobre o seu produto ou serviço?

Talvez você já saiba que, mais do que nunca, é importante seu cliente comparar seus produtos e serviços com os da concorrência, para ao final escolher você, seus produtos e serviços. Por isso, na oferta, seja íntegro e preserve sempre uma genuína relação de confiança construída com consistência. Isso é valor.

Afinal, o compromisso, em qualquer oferta de produto ou serviço, é levar seu cliente a um patamar de experiência, transformação ou conquista de algo que ele reconhece como de alto valor para ele. Por isso, para ser competitivo no século 21, sua ação precisa dialogar profundamente com as necessidades do seu cliente para converter em vendas massivas. Você tem feito isso…?

NENHUM COMENTÁRIO

ENVIE UM COMENTÁRIO